Skip directly to content

Prefeitura realiza ação educativa no trânsito para deficientes visuais

17/10/2017

Os trabalhos de educação para o trânsito não param, e nesta terça-feira (17), a equipe da Divisão de Educação no Trânsito da Agência Municipal de Transportes e Trânsito (Agetran) esteve na Rua 25 de Dezembro, esquina com a Avenida Afonso Pena, orientando motorista e pessoas com deficiência visual, ou com baixa visão, sobre o comportamento da trafegabilidade no trânsito.

A orientação contou com a presença das pessoas cegas do Instituto Sul Matogrossense para Cegos de Campo Grande (Ismac), BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), da equipe de educação para o trânsito da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e dos Agentes de Trânsito da Guarda Civil Municipal (GCM).

Para o agente de trânsito Éder Vera Cruz, o principal objetivo da educação para o trânsito, com as atividades desenvolvidas, é de caráter educativo, tanto para os motoristas e às pessoas com deficiência que frequentam o Ismac.

“Esta orientação é para diminuir e evitar que as pessoas cegas sofram acidentes. Estamos fazendo um alerta aos motoristas, que há pessoas cegas no trânsito, e que estas pessoas devem ter seus direitos respeitados”, diz o agente Éder.

Júlio César perdeu parte da visão e está se adaptando ao trânsito. Ele considera a orientação valiosa. “A campanha é muito importante para os cegos, e para as pessoas com baixa visão. Este ato mostra que todos podem viver, e transitar pelas vias de Campo Grande com harmonia”, comenta.

Para o diretor-presidente do Ismac, Márcio Ximenes, os motoristas têm que saber que existem pessoas cegas transitando pelas ruas, principalmente na Avenida Afonso Pena com a Rua 25 de Dezembro.

“Trabalhamos com reabilitação de crianças e adultos. Os deficientes visuais são fáceis de serem percebidos por usar o tempo todo a bengala. Quem usa bengala branca é totalmente cego, os que usam a bengala verde, são parcialmente cegos. Esta conscientização é muito importante. Também alertamos os motociclistas para não acelerar as motos perto dos cegos. Este tipo de ação assusta os mesmos”, finaliza Márcio.

A Chefe de Divisão para Educação no Trânsito da Agetran, Ivanise Rota, destaca que a ação educativa faz parte do calendário de ações preventivas no trânsito da Capital e que o principal objetivo é preservar vidas.

“Nossa equipe está presente nas escolas, empresas e principalmente no trânsito para desenvolver ações, orientar e alertar sobre o que a imprudência no trânsito pode provocar danos. Temos que preservar vidas e evitar transtornos”, frisa Ivanise.

Principais ações de educação para o trânsito

Principais ações da Agetran no trânsito com abordagens e campanhas educativas: Dia do Ciclista, Dia do Motociclista, Dia do Motorista, Maio Amarelo, Dia do Pedestre, Dia Mundial em memória às vítimas de trânsito, Semana Nacional do Trânsito, Semana Nacional da água, Na cidade sem meu carro, Carnaval, Natal, Ano Novo e Férias Escolares. Público alvo: pedestres, ciclistas, condutores e usuários das vias.

Outras informações sobre a educação para o trânsito podem ser obtidas por meio do telefone: 3314 3456

Fonte/Autor:: 
PMCG/CGNotícias