Skip directly to content

Por um trânsito mais seguro, obelisco de Campo Grande fica amarelo

07/05/2015
Foto:Denilson Secreta

A Capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, está aderindo ao Maio Amarelo, movimento internacional que visa mobilizar a sociedade para tornar o trânsito mais seguro e faz alusão ao sinal amarelo do semáforo, estimulando a população ter "Atenção pela Vida". Quem percorrer pela avenida Afonso Pena poderá comprovar isso e verá o Obelisco iluminado de amarelo, em referência ao movimento.
 
Inaugurado desde 1933, o obelisco é um monumento construído na região central de Campo Grande em homenagem ao fundador da cidade, José Antônio Pereira. Após o tombamento como Patrimônio Histórico, em 26 de setembro de 1975, e sob os cuidados da Prefeitura de Campo Grande, deixá-lo amarelo faz com a sociedade reflita sobre a importância do Maio Amarelo.
 
Inspirado no Outubro Rosa e no Novembro Azul, que abordam, respectivamente, as temáticas do Câncer de Mama e Câncer de Próstata, o Maio Amarelo tem por objetivo contribuir com a diminuição dos índices de mortos e feridos no trânsito. O fato é que na maior parte do país vivenciamos um caso de calamidade pública no trânsito, já que as vítimas de acidentes ganharam o perfil de epidemia, em que é necessário haver medidas de prevenção e combate.
 
 
Por este motivo, o símbolo do movimento é um laço na cor amarela, ressaltando a importância da segurança nas vias e condutas lícitas, já que todos acabam se envolvendo com o trânsito, seja como condutor, pedestre ou ciclista. A Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) reconhece a importância do Maio Amarelo e adere ao movimento.

Fonte/Autor:: 
Mariana Anunciação - DRT 113/04